Archive for dezembro \30\UTC 2011

PORQUE TODOS NÓS TEMOS SIDO ABENÇOADOS…

30 de dezembro de 2011

Para todo o cristão, o fim de algo jamais representa o fim de tudo, e sim, uma nova etapa que inicia. Ao chegar o fim, desponta o início.  O ano de 2011 se despede de cada um de nós e nós, dele. Vai embora e não voltará, porém, todas as bênçãos que nele pudemos viver estão registradas em nosso coração.

Quem sabe agradecer no fim, tem bons motivos para começar bem. Na virada do ano é preciso “revirar” nosso coração e descobrir quantas bênçãos foram derramadas em nossa vida. É sugestivo projetar o próximo ano, mas, o que nele iremos viver terá muito a ver com o que vivemos no tempo que se despede. Enquanto o futuro nos espera para vivermos o que não temos certeza que irá acontecer, o passado sabe dizer quem somos e o que temos realizado em nossa vida.

Agradecer pela oportunidade do conhecimento adquirido. Conhecimento é como um copo de água no deserto. Nenhuma arma é tão poderosa quanto a aquisição do conhecimento a respeito das realidades que nos circundam e, de modo especial, daquelas que estão no íntimo do nosso ser. O novo será abençoado pela oportunidade que se teve de conhecer algo novo no ano que se vai.

Agradecer pelos amigos que chegaram à nossa vida. Bateram à porta do nosso coração e, aos poucos, foram entrando e fazendo a diferença. Amigos que nos convencem que viver é bom, mas conviver é melhor. Amigos que nos recordam que não há bênçãos na vida quando tomamos a decisão de existirmos sozinhos. Amigos que simplesmente vão permanecer, e assim fazer do novo ano uma bênção. Se você conquistou um amigo no ano que se passa, pode crer que o ano novo já começará abençoado.

Agradecer pela nossa família. Em nossas casas sempre há desafios a serem superados. O fim de muitas famílias é porque delas se espera tudo. Mas, se há uma alegria nessa vida, é saber que podemos voltar, em nossa casa tendo alguém que nos espera. Se há alguém feliz por sua chegada à casa onde você mora, pode saber que o ano que passou já garantiu uma bênção especial em sua vida. O ano começa bem para aquele que dentro de casa tem motivos para sorrir.

Agradecer pela presença amorosa de Deus. Não há um dia que passe sem que a bênção de Deus se faça presente.  A diferença está em que há pessoas que percebem e vivem estas bênçãos e outras que são cegas em relação a Deus. A bênção da vida, da saúde, da coragem, da alegria pelas pequenas coisas, pela coragem de recomeçar, pela força na hora da fraqueza, pela luz quando tudo parece não ter mais saída, a Palavra de vida diante dos vários sinais de morte, a misericórdia que nos envolve e pela justiça que nos desinstala do comodismo.

Agradecer o que passou é um jeito certo de começar bem o que nos chega. Obrigado, ano velho, bem-vindo feliz ano novo.

Éderson Iarochevski

Anúncios

O NATAL CHEGOU!

22 de dezembro de 2011

Natividade - Sílvio Consadori

O Natal chegou. Tempo a nos recordar que o mais importante da vida é inseparável daquilo que sugere simplicidade. Não é tempo para “gastar” ou se “desgastar”. É sim, um tempo de renovar as esperanças em nossa vida e na vida do mundo.

O Natal chegou. O menino Deus, ao nascer em um lugar simples, sob olhares de pessoas simples e afetuosas, onde até os animais prestaram seu silêncio e as estrelas brilharam mais, nos convence que Natal não é tempo de barulhos ensurdecedores e festas que nos vendem uma falsa ilusão de felicidade. Natal é a grande festa da família. A Sagrada Família viveu seu Natal em simplicidade e santidade. Também somos convidados a vivê-lo com nossa família. Basta que nossas casas se transformem em lugares mais simples, com pessoas afetuosas, amadas e amantes e, assim, até as estrelas que cobrem o céu da sua vida brilharão muito mais.

O Natal chegou. Os pastores nos recordam que, se for para levar presente, é para levar o que realmente importa. O supérfluo não interessa a ninguém. Nos presentes deve estar tudo o que a pessoa significa em sua vida. Em cada presente está a sua presença. Quem sabe, os presentes que você vai entregar neste Natal não serão levados em sacolas ou embalagens coloridas, mas serão entregues quando suas mãos não carregarem nada. Há presentes que não se podem embrulhar, apenas entregar. Pense no que realmente as pessoas esperam de você.

O Natal chegou. Vamos receber as pessoas importantes pela porta da frente de nossa casa. Podemos dispensar aquele que por ventura queira adentrar pela chaminé. Afinal, quem realmente faz a diferença em nossa vida entra pela porta principal. Natal não é tempo para se amedrontar com um velhinho barulhento, mas se apaixonar pelo menino Deus que adormece no colo de sua Mãe, sob os olhos protetores do seu Pai amoroso, e que espera nossa visita para que possamos afirmar diante dele: “Eis o nosso Salvador, nosso irmãozinho Jesus Cristo”.

O Natal chegou. Feliz Natal!

Éderson Iarochevski


%d blogueiros gostam disto: