PRINCÍPIO DE VIDA, PRINCÍPIO DE MORTE

São Pedro Claver

Acompanhamos nestes últimos dias a tragédia avassaladora que invadiu a região serrana do Rio de janeiro. Quase mil as vítimas das torrentes, da lama, dos desmoronamentos. Quanto sofrimento e dor!

Muito é falado sobre perder e ganhar na vida. Mesmo que o mal aconteça, a ele não se pode curvar. Não podemos nos entregar de bandeja aos sofrimentos que as situações nos acarretam. Mas, como não ficar totalmente abatidos diante de tamanho sofrimento? O que são meus problemas em relação àquele que perdeu sua casa e toda sua família? Nossas angústias existências perto daqueles que agora estão sem a presença dos amigos, sem um teto para se abrigar, até mesmo sem uma cidade (igreja, escola, hospital, praças, etc.) com que se identificar? É verdade: muitas vezes nossos sofrimentos são por coisas tão mesquinhas que quando estamos diante de uma tragédia que consome a vida de uma comunidade ficamos até envergonhados de dizer que temos problemas em nossa vida.

Freud apresentava a luta interior que existe em cada um de nós, entre Eros (princípio da vida) e Tânatos (princípio de morte). Por toda a vida essas duas realidades estarão em contínua tensão. Uma sempre prevalecerá. É como se estivéssemos com dois leões dentro de nós: o leão bom e o leão ruim. Ao que você mais alimentar será o que irá conduzir e orientar seus pensamentos, sentimentos e ações. Na tragédia que acompanhamos, notam-se os dois princípios presentes nas pessoas, na sociedade.

Diante do sofrimento alheio: qual nossa atitude?

Quanto uma tragédia acontece, como a que aconteceu na região serrana no rio, logo fica o alerta para o perigo das contaminações e doenças que, rapidamente, se aproximam através do grande volume de sujeira e das águas contaminadas que ali passam. Logicamente, as pessoas precisam sobreviver. Enquanto a ajuda não chega, as pessoas contam com as possibilidades de sobreviver com o que ainda resta na comunidade. O comercio é uma das possibilidades de encontrar o básico. Mas, quando você vai, por exemplo, comprar 5 litros de água e o valor chega a quase 50,00 reais, é possível pensar: o princípio de morte invadiu o dono do estabelecimento. Ganhar dinheiro sobre o sofrimento do outro é um descaso para com a vida, é ser ave de rapina. O principio de morte está presente todas as vezes que alguém se aproveita de uma situação limite para se beneficiar, e assim não considerar as necessidades urgentes do outro.

Mas, os gestos concretos de solidariedade evitam que o mal prevaleça. Quantas famílias disponibilizaram sua casa, comida, aconchego e carinho para aquelas que nada mais têm. Sem medo que o espaço fique pequeno, ou que a comida que na despensa acabe, o mais importante é garantir a proteção e o sustento das pessoas que precisam. Não se preocupam com o que não têm, mas oferecem com amor o pouco que possuem em vista da dignidade daquele que padece privação. Um bom cristão é aquele que ajuda a aliviar o peso da cruz daquele que sofre. Oferece-lhe o direito de continuar acreditando na vida, saber que não está sozinho. É alguém se dispõe a cuidar, a valorizar e fazer o que for possível para garantir a vida das pessoas que pela tragédia ficam desestabilizadas fisicamente, emocionalmente. Garantir o a vida do outro é dar espaço para o princípio da vida.

Quem se ajoelha diante de Deus não se curva diante das dificuldades”. É nesta certeza que muitas pessoas estão ajudando outras. É assim que pessoas estão recomeçando suas vidas. Quer ser sinal de vida para alguém? Alimente o princípio de vida que há em você. Diante da dor e sofrimento do outro não preciso ter o “remédio” para curar todas as dores, mas o pouco que tenho posso oferecer com prova de amor, solidariedade, e certeza de que é a vida que vale a pena ser valorizada.

Éderson Iarochevski

Anúncios

Tags: , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: