AMAR – CONHECER – AMAR

Dia dos Namorados - Deólla

Quando gostamos de algo procuramos saber o máximo Do que nos chamou atenção. È nosso time? Lemos tudo sobre ele. Um escritor? Tudo faremos para nos aproximar de sua história. Aquilo que interessa verdadeiramente torna-se nosso “campo de pesquisa diário”.

Logicamente, não há problema em estar conectado a um assunto de interesse pessoal e buscar informações possíveis para ser um bom conhecedor dessa realidade. Mas, ao olhar para dentro de nossas casas, tomando como imagem um casal empenhado na busca de conhecimento, pode-se perguntar: quanto você conhece seu cônjuge?

A época de namoro é como um cursinho de vestibular: reconhecer os pensamentos, sentimentos, histórias, maneiras de agir da pessoa que seu coração anseia por estar próximo.

Quando um homem tem por objetivo conquistar o coração de uma mulher, ele a “estuda”: o que a pessoa gosta, do que não gosta, hábitos e hobbies. Depois de ganhar o coração dela e se casa, geralmente julga que já sabe tudo e desiste de continuar conhecê-la. O mistério e o desafio parecem menos fascinantes e desloca seus interesses para outras áreas. Depois do cursinho (namoro), passar no vestibular (casa) entrar na faculdade (o casamento no dia-a-dia), o “estudo” já não é mais intenso e acontece o descaso pela oportunidade de ser uma pessoa realizada. Não valorizar o sonho realizado é como contrato antecipado com a morte.

Isto também acontece com a mulher: começa admirando e construindo respeito pelo homem com quem deseja estar. Entretanto, depois do casamento estes sentimentos desaparecem à medida que a realidade revela que seu “príncipe” é um homem normal, imperfeito. Mas, mesmo depois do casamento, existem coisas que precisam ser descobertas a respeito do marido. Esse melhor entendimento os aproximará. Você pode até obter favor aos olhos de sua esposa. “O bom senso alcança favor” (Provérbios 13,15).

Considere a seguinte perspectiva: se tudo o que você conheceu do seu marido ou da sua esposa antes do casamento se compara a um diploma do ensino médio, então você precisa continuar aprendendo sobre ele até conquistar o diploma universitário, o mestrado, o doutorado. Isto você pode pensar como uma jornada de vida que conduz seu coração para mais perto da pessoa que você escolheu para doar seu tempo, sua vida.

– Você conhece os maiores sonhos e esperanças dele?

– Você tem pleno conhecimento das formas de como prefere oferecer e receber o amor?

– Você sabe quais são os maiores medos de seu cônjuge?

– Quando foi o último gesto de carinho presenteado?

– Você destina uma parte do seu dia para estar junto, passear, conversar, ouvir seu cônjuge?

– Vocês se perdoam? Declaram reciprocamente o amor um pelo outro? Se não o fazem, estão interessados em saber o porquê da falta de comunicação e doação na relação?

Muitos problemas no relacionamento surgem simplesmente porque você não o entende bem. Ele – ou ela – provavelmente reage de maneira diferente da que você reagiria em determinada situação, e você não entende o porquê. Essas diferenças, mesmo sendo insignificantes, às vezes podem ser causa de muitas brigas e conflitos no casamento: diz a Palavra de Deus que temos a tendência de “difamar” as coisas que não entendemos (Carta de Judas 10).

Existe uma razão para cada gosto ou preferência do seu cônjuge. Cada elemento que o faz ser, como ele pensa e como se parece, é baseado em uma série de princípios que, na maioria das vezes, só fazem sentido para a pessoa que o apóia. Vale a pena o tempo investido em descobrir porque seu esposo ou esposa é do jeito que é.

Se você perde o nível de intimidade que uma vez teve com a pessoa amada, uma das melhores maneiras de destravar o coração é se comprometer em conhecê-lo. Estude-o, leia-o como você lê um livro que está tentando compreender. Tudo porque ama uma pessoa, não um objeto. Conhecemos coisas para dominá-las, conhecemos pessoas para amá-las.

Éderson Iarochevski

Anúncios

Tags: , , , , ,

2 Respostas to “AMAR – CONHECER – AMAR”

  1. admin Says:

    Vi o site e o blog do Ederson. Ele realmente é uma alma angelical passando mensagens poderosas e sábias às pessoas.Claro que gostei tb da minha participação. Lindinalva Deólla

  2. Magali Ferreira Says:

    Adorei uma frase que você diz: “A vida só tem sentido na emoção de amar alguém, em ter aquilo que não tem preço e em ser diferente sem ser o outro…”. Nós seres humanos somente se nos completamos quando podemos compartilhar dos nossos sentimentos mais bonitos, a alegria de viver acontece quando somos o melhor que podemos ser ao beneficio alheio, e que as melhores coisas da vida não são desde mundo, são de Deus e que nasce em nós, e tem um valor inestimável, porque é algo que levamos para sempre, e é como uma semente que germina em todos os campos e nos terrenos pedregosos. O ser humano busca conhecer a si mesmo, tentando vencer as barreiras do tempo, da natureza e do espaço, mas ele não se dá conta de que a sabedoria está dentro de si, e que ela só é alcançada quando amamos o próximo e a Deus.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: